top of page

Dicas para motivar seus filhos!



Você arranca os cabelos tentando motivar seus filhos a estudar, a praticar esporte ou ajudar com as tarefas da casa?

Motivação é uma palavra que vem do latim “moveres” que significa “motivo pra ação”. Talvez, você não esteja conseguindo “dar motivos pra seus filhos agirem”.

E se tem uma coisa que aprendi no processo de educação da minha filha foi que ficar falando como um disco arranhado no ouvido dela não a motivava em nenhum momento. A motivação só acontecia, quando o que eu falava passava a fazer sentido e parte da experiência de vida dela. E claro, como eu disse, por meio do exemplo que eu sempre me esforçava pra dar.

É bem comum eu atender pais reclamando que seus filhos não fazem o que eles pedem, que não aceitam sugestões e que não entendem que os pais estão falando pro bem dos próprios filhos. Mas isso acontece porque, na grande maioria dos casos, os pais falam uma coisa e fazem outra.


Um bom exemplo disso são pais que insistem pra que os filhos façam algum esporte, mas não se levantam pra dar uma caminhada. Ou pais que criticam os filhos por comerem muita besteira, mas não praticam uma alimentação saudável. Já vi pais que proíbem os filhos de fumar, mas não largam o cigarro. Aí, fica difícil né?

Mas isso não é razão pra você não tentar motivar seus filhos. O pulo do gato é você entender "como" e "por que" é importante investir nesse processo. E de que forma, os pais podem contribuir pra que seus filhos sintam vontade de realizar algo?


Pra início de conversa, vamos esclarecer que motivar é diferente de elogiar. Às vezes, os pais elogiam, acreditando que estão reforçando, positivamente um comportamento ou atitude e, assim, motivando seus filhos.


Vale a pena a gente saber que a motivação é muito positiva, para elevar a autoestima, pois é na infância que se inicia a construção da estrutura emocional das crianças. É quando elas começam a entender e a internalizar suas emoções e sentimentos, além de moldar sua personalidade. Porém, um ponto importante pra gente entender é que motivar não é ficar valorizando a criança de forma aleatória. Motivação não tem relação com elogios vazios e sem fundamentos. Palavras de incentivo e de reconhecimento devem ser ditas pelos pais, desde que existam fatos ou dados que as justifiquem. O reforço positivo, em relação às atitudes e aos comportamentos das crianças, pode ser feito, quando existir um motivo real. Por isso, não é recomendado que as crianças recebam elogios sem razão ou por motivos banais, porque, dessa forma, a criança não conseguirá entender a diferença entre o bom e o mau comportamento ou, ainda, a dar valor às suas conquistas.

O ideal é que os pais sejam cautelosos e seletivos ao valorizar uma determinada conduta dos filhos, pra não banalizar a atitude da criança e enfraquecer o esforço que ela fez pra realizar determinada ação ou adotar algum comportamento. Por isso, entendemos que toda e qualquer valorização deva ser feita com amorosidade e carinho, mas, acima de tudo, precisa ser genuína. Nada de bajulação, como por exemplo:

“Ai, você é linda, como você é inteligente, ah, você é a melhor de todas as crianças!”

É necessário ficar claro pra criança que ela está sendo reconhecida, devido ao seu comportamento ou atitude e que isso faz parte do processo de aprendizado e seja visto como motivação.


Mas de que formas os pais podem motivar seus filhos? Todo mundo quer pertencer e se sentir útil e isso, também acontece com as crianças porque elas precisam saber que fazem parte de um contexto e são importantes. Você pode usar a motivação, pra aumentar a conexão com seus filhos, porque as crianças buscam ter senso de pertencimento e de utilidade.

Mas atenção! Existem alguns comportamentos que dispensam valorização, como dar bom dia, dizer obrigado, pedir licença... Essas atitudes fazem parte das regras básicas de educação, portanto, não devem ser encaradas como um diferencial. Quando ensinadas, são absorvidas pela criança e passam a fazer parte do seu repertório educacional e relacional e não estão dentro da categoria motivacional.

Hum... Mas como motivar, na prática, sem confundir com o elogio?


Pensando na sua pergunta, eu trouxe algumas frases que servem de inspiração na motivação dos seus filhos.

Em vez de dizer: “Ah, a mamãe tá feliz pela sua nota boa! Você é TOP!”

Você pode trocar por: "Filho, vá em frente porque eu acredito em você. Estou feliz por você ter tirado uma nota boa! Parabéns!”


Dessa forma, você fala que ficou feliz, mas, acima de tudo, demonstra pra criança que confia nela e isso a deixará mais forte e motivada.


Outra situação seria: “ah, vai lá... se não passar na prova, repete ano que vem...”

Você pode dizer: “Faça a prova com tranquilidade, porque eu tô do seu lado em qualquer situação. Eu acredito em você.”


Nesse caso, mostramos que estamos presentes e os filhos percebem o quanto os pais são o porto seguro deles, no qual podem se apoiar, em caso de necessidade.


Ah! Estão permitidas declarações como forma de motivação e encorajamento, como por exemplo "Sou muito feliz por ter você como filha. Eu te amo, me dá aqui um abraço!” que expressa sua alegria e realização por ser pai ou mãe da criança e faz com que ela se sinta querida e cuidada.


Os pais podem e devem dizer aos filhos que os amam, porque o amor é transmitido por meio de palavras e atitudes. Portanto pais, passe livre para a amorosidade.

Se precisar de apoio, fale comigo, porque posso te ajudar com a abordagem da educação positiva.

Lembro que a Academia de Pais Conscientes também está no YouTube, no Instagram, nas plataformas de podcast como o Spotify, Apple, Google , no Telegram e no Facebook.

Deixe seu comentário, curta e se inscreva na lista VIP, para ser notificado, quando eu publicar um artigo novo. Se gostou do conteúdo e fizer sentido pra você, divulgue o Blog da APC para que eu possa alcançar mais pessoas.


Não escolhemos a forma como fomos educados, mas podemos decidir como vamos educar nossos filhos. E você, qual a sua escolha?


Obrigada, um abraço e até o próximo artigo!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page