Seus filhos estão estressados? Como lidar?


No post de hoje, vou falar sobre um tema muito importante e que deixa os pais de cabelo em pé! O estresse infantil.


Como os pais podem ajudar seus filhos com o estresse frente a qualquer acontecimento que gere insegurança na criança?


Os adultos podem não perceber, mas é comum as crianças se sentirem estressadas, nervosas ou ansiosas, quando se deparam com algo novo, diferente e que desafie a capacidade de realização e, ainda, quando se sentem ameaçadas ou inseguras. É um combo de emoções que deixam a criança estressada e, por tabela, os pais que tentam, de todas as formas, proteger os filhos e reduzir essa carga.


Mas se a gente voltar no tempo, todos nós já ficamos estressados em algum momento das nossas vidas e na infância, até antes de uma viagem importante, não é mesmo?

Quem dirá uma criança?


E isso é totalmente normal e não significa insegurança nem fraqueza.

Somente um acontecimento para o qual a criança não está preparada e necessita de um apoio emocional. Quem nunca precisou de uma mãozinha, pra desempenhar alguma atividade ou superar um desafio? Eu já, diversas vezes.


E quando a gente pede ajuda, a gente divide essa carga, consegue carregar o peso da bagagem, a tratar com leveza e tudo flui com mais facilidade.


Um ponto importante pra gente prestar atenção é que, algumas vezes, isso acontece, porque as crianças se sentem cobradas e com a obrigação de atender às expectativas dos próprios pais. Este tipo de situação deve ser tratado com naturalidade, para não dar mais peso do que já tem e sobrecarregar os pequenos. Por isso, preparei algumas dicas que podem facilitar a condução desse tipo de situação. Vamos lá?!


A primeira dica é lições aprendidas. É isso mesmo! Fale sobre sua experiência e conte pra seu filho sobre como foi sua atitude em situação similar à que ele está vivendo. Como você agiu, o que deu certo ou errado, quem te apoiou... Isso vai humanizar o processo e mostrar pra criança que, se você conseguiu, ela, também vai conseguir.


Conversar sobre o evento causador do estresse é a segunda dica. Abra um canal de diálogo pra falar abertamente sobre o assunto. Demonstre pra criança que ela está segura e que não há problemas em se expressar. Além disso, verbalizar vai ajudar seu filho a organizar as ideias, elaborar o raciocínio e a se ouvir.


A terceira dica é não ser o juiz. Não fazer julgamento sobre a emoção da criança. Fique esperto pra não julgar a criança e evitar impor rótulos, dizendo que a criança é insegura, medrosa ou até mesmo usando rótulos positivos, dizendo que ela é corajosa e que, por isso, tem que conseguir. Emitir opiniões pode engessar a criança e limitar a criatividade. Deixe seu filho expressar a emoção que está sentindo.


A quarta e última dica é gerar confiança. Demonstre claramente pra criança que você confia nela e que está tudo bem se o resultado não for o esperado.

Lembro que pais são seres humanos... acertam e erram. Portanto, vale a pena se aprimorar. E se você quer saber mais sobre educação positiva, fique comigo!


Você já sabe que a Academia de Pais Conscientes também está no YouTube, no Instagram, no Telegram, no Facebook , no Spotify e nos principais tocadores de áudio.

Deixe seu comentário, curta e se inscreva na lista VIP, pra ficar por dentro das novidades. Se gostou e fizer sentido pra você, divulgue o Blog da APC, para que eu possa alcançar mais pessoas.


Sempre digo que não escolhemos a forma como fomos educados, mas podemos decidir como vamos educar nossos filhos. E você, qual será a sua escolha?


Um abraço e até o próximo artigo!



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo