Por que é importante as mães manterem hábitos que promovam o equilíbrio?


Como as mães podem exercer a maternidade em plenitude sem abrir mão da sua vida pessoal? No post de hoje, trago quatro propostas que podem te ajudar a manter o equilíbrio.


Eu tenho conversado com as mães e recebido diversas queixas sobre a perda da identidade delas. Muitas declaram que se privam de suas vidas em nome da felicidade dos filhos, passando por um processo da anulação em detrimento da vontade das crianças e, muitas vezes, dos seus pares.


Acreditam que precisam se moldar aos padrões de comportamento, ignorando suas preferências e sonhos se esquecendo de que, antes de serem mães, são indivíduos.


Ora pela velocidade acelerada da rotina, ora devido à pressão profissional, o fato é que esquecem de si mesmas e, algumas, já não reconhecem seu próprio reflexo no espelho, tamanha distorção da identidade.


Mas o ponto a ser avaliado por cada uma de nós é até onde vão nossas fronteiras? Como podemos adotar hábitos que permitam que sejamos mães felizes e realizadas?


Pra isso, eu trouxe quatro propostas que vão te ajudar a manter hábitos saudáveis como mãe:


  1. A primeira delas é amizade. Conserve seus amigos e seus "anjos da guarda", sua 'rede de apoio". Cerque-se de quatro, cinco amigos de qualidade que poderão te ajudar de verdade. Ser mãe não exclui a gente do ciclo das amizades, além disso, você pode dividir suas angústias, sonhos e opiniões, porque falar faz bem e ajuda a ordenar os pensamentos. Converse por meio da tecnologia, ligue para suas amigas ou faça chamadas de vídeo, por exemplo.

  2. A segunda a proposta é evitar comparações. As respostas estão dentro de você e não há necessidade de competir com ninguém. Nenhuma realidade é igual a outra. Cada família vive de acordo com seu sistema, que segue crenças e valores que são repassados entre gerações. Concentre sua energia na solução dos seus desafios.

  3. Já a terceira é manter uma relação saudável com o dinheiro. Não alimente o pensamento de escassez, mas, também, não dê forças ao consumismo exagerado. Muitas mães perdem o controle financeiro com gastos excessivos com a compra de brinquedos e outros bens para os filhos, na tentativa de suprir a ausência e a carência afetiva junto a eles.

  4. A última proposta é tempo para se olhar. Busque reservar um momento só para você. Respeite-se e fortaleça sua saúde emocional. Há muitas opções gratuitas e baratas para o autocuidado como meditar, ouvir uma música, dançar, ler um livro, aprender algo novo ou, simplesmente, não fazer absolutamente nada. Permita-se!

Não tenha medo de exercer a maternidade, mas também não se prive de você mesma. Acertar, errar, experimentar e se adaptar fazem parte do processo de aprendizado. Eu sempre digo que mães são tipo “olho de Tandera -“têm a visão além do alcance”.


Nós mães queremos o melhor para seus filhos. E assim seguimos, em busca da felicidade.


Promete que vai tentar se cuidar e ouvir mais seu coração de mãe?


Lembro que a Academia de Pais Conscientes também está no YouTube, no Instagram, nas plataformas de podcast como o Spotify, Apple, Google , no Telegram e no Facebook.

Deixe seu comentário, curta e se inscreva no Blog, para ser notificado, quando eu publicar um artigo novo. Se gostou do conteúdo, divulgue o Blog da APC para que eu possa alcançar mais pais.


Não escolhemos a forma como fomos educados, mas podemos decidir como vamos educar nossos filhos. E você, qual a sua escolha?


Obrigada, um abraço e até o próximo artigo!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo