O que é a Disciplina Positiva?

Atualizado: 11 de jun. de 2021


Olá! No artigo de hoje, vamos falar sobre o que é a Disciplina Positiva? Essa abordagem sobre a qual eu tanto falo.


É uma abordagem modelada com base nos conceitos criados pelos psicólogos Alfred Adler e Rudolf Dreikurs e muito utilizada nos Estados Unidos e no Canadá.


A Disciplina Positiva ajuda aos pais e educadores a desenvolverem habilidades de vida nas crianças e, também, promove o autoconhecimento dos pais.


Foi amplamente divulgada pela psicóloga e educadora Jane Nelsen que desenvolveu o modelo de educação eficaz, utilizando o respeito e o encorajamento, tanto para as crianças como para os pais.


O objetivo da Disciplina Positiva é auxiliar famílias, cuidadores, crianças, adolescentes, professores e qualquer pessoa responsável pela educação de uma criança a se tornarem resilientes e com recursos, para solução de problemas por toda a vida.


A gente quase não fala, mas a Disciplina Positiva, também, pode ser aplicada no mundo corporativo.


Se baseia no conceito de que a criança pode ser ensinada com FIRMEZA e GENTILEZA, ao mesmo tempo, sem punição ou recompensa. Os conceitos que chamamos de Adlerianos são a abordagem respeitosa, empática, democrática e que preza pelo respeito e pelas relações horizontais. Segundo Alfred Adler, todos devem ser tratados com dignidade e respeito, independente da raça, cultura, religião, idade, posição social... Ele acreditava que precisamos pensar no outro e sermos responsáveis. Há mais de 100 anos, Adler já falava sobre pluralidade e igualdade de direitos e deveres.


Mas o que seria educar com gentileza? Deixar a criança fazer o que ela deseja? Ou fazer tudo pra criança? Não, meus queridos, não é isso. ⠀⠀ Fazer coisas COM os nossos filhos é gentileza. Testar uma receita, apoiar em alguma tarefa trabalhosa e que eles, ainda, não estão em condições de realizar sozinhos... Dialogar, brincar, ouvir, ser paciente e manter uma atitude respeitosa são atitudes gentis.⠀ ⠀⠀ Fazer coisas PARA e PELOS nossos filhos é permissividade. Com essa postura, os pais acabam fazendo pelos filhos o que eles já são capazes de fazer e não permitem sua autonomia. E essa atitude é muito nociva para o desenvolvimento da criança.

E a gente precisa ter cuidado para não confundir gentileza com mimo ou super proteção, porque esses comportamentos dos pais, também, são prejudiciais. Não impor limites, por exemplo, não é uma educação gentil, mas sim um modelo permissivo de educação e parentalidade. Encorajar os filhos por seus comportamentos e realizações são formas de expressar gentileza na educação. Mas cuidado... nada de usar recompensas e prêmios, porque aí já vira barganha.


A Disciplina Positiva não é truque, nem mágica. Não é sobre perfeição é sobre melhora. São ferramentas embasadas em princípios sólidos e testados.

Rudolf Dreikus afirmava que “uma criança precisa de encorajamento tal como uma planta não vive sem água…”.


E vou falar uma coisa pra vocês... Isso vale pra todo mundo! Quem não gosta de ser encorajado, valorizado e se sentir útil e pertencente na vida das pessoas? Quem não quer estar conectado?


Aliás, conexão é outro princípio básico da Disciplina Positiva. A aceitação e a importância são os objetivos primários de todas as pessoas e, em especial, das crianças. A gente gosta e precisa participar, ser aceito, de se sentir capaz. Tudo isso é o que faz a gente se iluminar e identificar que há conexão com o outro e prosperar.


Segundo a Disciplina Positiva, a CONEXÃO vem antes da CORREÇÃO, o que faz todo sentido, porque não adianta partir pra correção, se não há conexão. Por isso, o primeiro passo é percebermos se estamos conectados.


De um modo geral, acabamos focando demais na correção e de menos na conexão. Muitas vezes, só a conexão já corrige a rota muda o comportamento dos seus filhos.


Reconhecer é apreciar, valorizar e dizer ou demonstrar algo positivo para a criança em relação a algo que ela tenha feito. É focar no que você observou e admirou na criança ou em outra pessoa. A Disciplina Positiva acredita que é importante que o foco seja nas atitudes e nos resultados bons. Naquilo que a criança já faz de forma adequada dentro do seu esforço e no processo de aprendizado. Nas suas conquistas, mesmo as mais simples.

Conversar com os filhos e construir juntos uma resposta adequada para o problema ou comportamento inadequado é FOCAR EM SOLUÇÃO, olhando para o futuro. Esse é mais um princípio básico da Disciplina Positiva.


A Disciplina Positiva ajuda as crianças na mudança de maus comportamentos, autodisciplina, responsabilidade, cooperação e habilidades para solução de problemas.


Lembro que a Academia de Pais Conscientes também está no YouTube, no Instagram, nas plataformas de podcast como o Spotify, Apple, Google , no Telegram e no Facebook.

Deixe seu comentário, curta e se inscreva no Blog, para ser notificado, quando eu publicar um artigo novo. Se gostou do conteúdo e fizer sentido pra você, divulgue o Blog da APC pra quem você ama, pra um amigo, um educador ou pra quem você avaliar que eu possa ajudar.


Não escolhemos a forma como fomos educados, mas podemos decidir como vamos educar nossos filhos. E aí, qual a sua escolha?


Obrigada, um abraço e até o próximo artigo!

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo