Como ser um exemplo para seus filhos


Será que as crianças observam e absorvem tudo, ou quase tudo, que os adultos fazem? Como os pais podem inspirar e influenciar negativa ou positivamente seus filhos?

A gente não percebe, mas todos os dias, tem a chance de modelar nossos filhos. E modelar não é sair desfilando igual a modelo na passarela não. Modelar é servir como exemplo a ser repetido, seja como inspiração ou cópia mesmo. Quando digo que estou modelando alguém, estou usando aquela pessoa como referência. Ou seja, os pais são pessoas nas quais os filhos se espelham. São exemplos de comportamentos e atitudes.

Já sabemos que as crianças não aprendem simplesmente por meio das nossas palavras. Nenhum pai ou mãe pega uma lista e fica enumerando para seus filhos quais são suas crenças e valores. Não existe uma tábua com os 10 mandamentos que a criança deve seguir. Por isso, ficar repetindo para criança, constantemente, discursos sobre comportamentos e dando sermão não funcionam a longo prazo, porque o exemplo é o melhor professor. Chega uma hora que todas as palavras são “jogadas ao vento”. A criança não ouve mais e o que fica registrado em sua mente é o dia a dia. Como os pais agem nas situações recorrentes.

E por que funciona assim? As crianças não aprendem com o que falamos? Sim aprendem, porém internalizam muito mais, observando o que fazemos, porque crianças são ótimas observadoras e imitam o que veem.

Sabe aquele ditado “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”. Na verdade, esta frase esconde uma fragilidade nossa, porque sabemos que adotamos atitudes e comportamentos que não gostaríamos que nossos filhos repetissem. Só que, na prática, isso acontece exatamente ao contrário, porque eles repetem o que fazemos. Quer um exemplo? 

Uma discussão em casa com seu filho ou com seu par. Você consegue se controlar no calor da emoção? Nem sempre, né? É nessa hora que precisamos de autorregulação pra dar o exemplo.

E eu não estou falando que é pra gente se calar e não expressar o que está sentindo, mas para você refletir sobre o que vai expor com calma, sem explodir igual a uma panela de pressão. 

Eu sei que é difícil e eu já explodi também. E aproveito para fazer a seguinte pergunta:

Você se conhece o suficiente, para conseguir gerir suas emoções?

O autoconhecimento é uma forma da gente entender nossas questões internas e melhorar nossas relações.

A avaliação de perfil comportamental com visão parental é uma ótima ferramenta com 97% de assertividade e que vai ajudar muito a conhecer seu perfil e do seu filho. Se tiver interesse, fale comigo porque o processo é on-line e você recebe um relatório completo para consultar, sempre que desejar.

O papel e a responsabilidade dos pais vão além de atender aos cuidados básicos das crianças. É importante lembrar com quem nossos filhos aprendem a expressar empatia, gratidão, respeito, generosidade, a se acalmar e a se comunicar de forma assertiva, além de outras habilidades socioemocionais

Tenho certeza de que agindo dessa forma, você vai demonstrar ao seu filho que é possível gerir emoções e manter o equilíbrio, ajudando no desenvolvimento da inteligência emocional dele.


Lembro que a Academia de Pais Conscientes também está no YouTube, no Instagram, no Telegram, no Facebook , no Spotify e nos principais tocadores de áudio.

Deixe seu comentário, curta e se inscreva na lista VIP, pra ficar por dentro das novidades. Se gostou, divulgue o Blog da APC, para que eu possa alcançar mais pais.


Não escolhemos a forma como fomos educados, mas podemos decidir como vamos educar nossos filhos. E você, qual será a sua escolha?


Um abraço e até o próximo artigo!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo